Espetáculos






Umbigo

“Seu umbigo não é o mesmo que o meu
se a farinha é pouca, meu pirão primeiro que o seu”

O ser humano é egoísta por natureza ou essa característica é uma construção social? Sem querer incorrer na dicotomia certo/errado, todos nós temos momentos individualistas em menor ou maior grau. Quem nunca cometeu pequenas infrações como furar uma fila e sentar em lugares preferenciais? Ou não devolver o troco dado a mais, ou ainda dirigir bêbado colocando em risco sua vida e a de outros? Mais que respostas, o espetáculo Umbigo quer trazer à cena questões que reflitam sobre esse comportamento e, com riqueza de detalhes, mostrar as diversas direções por onde se pode olhar. As situações pensadas para o Umbigo fazem parte do cotidiano do público a que se destina e são similares e/ou comuns em qualquer grande cidade. A influência de Brecht na poética é explicitada através de uma teatralidade assumida da cena, mostrando ao espectador de que se trata do "fazer teatro" e de que a história fundamenta-se na observação de fatos cotidianos.

Sinopse

Em uma cidade fictícia, onde todos seus habitantes pensam no próprio umbigo, conhecemos a história de quatro personagens: Rick da Silva Motta, Mary Maravilha, José Arésio e Joana de Calcutá que se encontram em um assalto ao Umbigo Bank. Através dessa parábola, irônica e bem humorada, é apresentada a pesquisa sobre o egoísmo humano e seus comportamentos em diversas situações.

Ficha Técnica

Espetáculo: Umbigo

Direção: Caroline Falero

Dramaturgia: Fábio Castilhos

Elenco: Bruna Immich, Caroline Falero,  Daniel Gustavo e Leo Bello

Músicos e Trilha Sonora: Gabriel Gorski e Sérgio Baiano

Figurinos: Margarida Rache

Adereços: Patrícia Preiss

Realização: Grupo Trilho de Teatro Popular

Faixa etária: livre

Duração: 60min